Imagem capa - Fotografia documental: o que é? por Gustavo Medeiros
Dicas de Fotografia

Fotografia documental: o que é?

Você já passou um dia inteiro prestando a atenção nos detalhes do cotidiano? No caminho que você faz para o trabalho, nas brincadeiras e piadas de sempre com os colegas, ou mesmo a rotina de casa, com marido/esposa e filhos?


Esses momentos nos parecem tão comuns, tão rotineiros, que temos a impressão de que eles realmente irão se repetir todos os dias e que, por isso, não são tão importantes.


Agora, repense. Esses momentos sempre se repetirão? E quando eles deixarem de ser rotina, você vai sentir falta?



A fotografia documental tem como base a verdade. Mesmo ela tendo surgido como uma vertente do fotojornalismo, nós, fotógrafos apaixonados por detalhes, vimos nessa categoria infinitas possibilidades. Fotografar a verdade é fotografar sem roteiro, sem poses pensadas, sem figurino trabalhado e sem pré-conceitos sobre a fotografia. Ou seja, é um grande desafio!



Eu aceitei esse desafio, com ajuda da minha coach Tati Pinho – que além de coach, é fotógrafa aqui no RJ e também amiga querida. Encontrar na minha fotografia a essência que foge do comum foi uma experiência maravilhosa, que resultou no projeto Família Sem Roteiro.



Um segundo desafio a ser enfrentado pelos fotógrafos ao optarem pela fotografia documental é o tempo. Percebi que em todos meus trabalhos, sejam casamentos ou ensaios, os últimos momentos resultam nas melhores fotos – e acredito que o mesmo aconteça com muitos outros profissionais. Qual a explicação disso? São nos últimos momentos que estou mais integrado ao ambiente, envolvido com as pessoas e mais íntimo dos fotografados.


Para captar a verdade, então, precisamos de tempo e conexão. Dessa forma, o projeto Família Sem Roteiro se baseia na rotina da família de um dia inteiro, desde o momento que acordam, até o momento que vão dormir.





Nós, fotógrafos da verdade, somos contadores de história. Não deixe a vontade de registrar a sua história e o seu mundo para depois. O tempo passa. Os momentos mudam. Mas os registros verdadeiros... ah... esses nos emocionam para a vida inteira.